Pesquisar este blog

Translate

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

CADFREELA #37: Não fazemos trabalho acadêmico

Existe algumas práticas que ao longo dos tempo se torna comum, normal e, sendo assim, se torna algo CORRETO.

Não gostaria de abrir essa postagem no blog, mas de alguma maneira ruim isso me afetou mais do que deveria.

Ultimamente chove-se cursos para dar habilidades dentro das várias possibilidades da construção civil.
- Cursos para habilidades na mão de obra ....

- Cursos de Softwares de desenho, orçamento, planejamento ...
- Cursos universitários, técnicos, tecnólogos, livres, extensão....

Transformando esses curso em um novo mercado de trabalho, um mercado de serviços.
1- Iniciando com um novo nicho para as gráficas e papelarias, que se instalam para atender a esse mercado
2- Seguidamente para ou paralelamente ao setor de publicações com revistas e livros para iniciantes sobre o tema.
3- A partir daí o céu é o limite, ou não deveria ser?!?!

Está é a questão que venho colocar aqui.
Acredito esses cursos sejam a porta de entrada da área de Arquitetura/Engenharia/Construção, e não um novo mercado a ser criado, distorcendo os profissionais envolvidos nessa área.


FALANDO CLARAMENTE
Ser Projestista Cadista é um dos elementos da cadeia de produção da Insdústria da Construção, tendo sua função dentro dela e não paralelamente oferecendo de apoio  ingressantes.
NO CASO REALIZANDO SERVIÇOS DE DESENHO PARA AQUELES QUE ESTÃO ESTUDANDO PARA APRENDER A DESENHAR.

QUESTÃO PESSOAL
Se manter no mercado é uma luta diária, pois a cada dia a concorrência está maior e eu também tive minhas dificuldades para galgar cada etapa até aqui, sendo que há ainda muitas a galgar.
E acredito que fazendo esse tipo de serviço prejudicarei a mim como profissional, por me colocar numa situação de marginalidade e desrespeito com o processo de formação dos profissionais da área.

NÃO FAÇO TRABALHOS ACADÊMICOS
Não existe essa de fazer um trabalhinho de TCC, TFG, da matéria XYZ ....., todos tem dificuldades e realizar  suas tarefas diárias, em muitas casos é possível e necessário uma colaboração e ajuda, mas na etapa de formação profissional essa ajuda se torna prejudicial no momento que  lhe retira a responsabilidade pelo seu próprio aprendizado.

Leia sobre: Quatro Pilares da Educação
1- Aprender a Conhecer 
2- Aprender a Fazer
3- Aprender a viver com os outros
4- Aprender a ser



.
Para contribuir com a postagem deixe seu comentário
com dúvidas, sugestões, críticas ou elogios
.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Portifólio #28: Disciplina de Estrutura

Voltando as aulas
Já diziam que nunca devemos parar de estudar, pois há muito o que saber.


Para a área de projetos que é muito ampla sempre temos coisas a aprender.

Projeto de Arquitetura para existir e se tornar real complementamos e compatibilizamos com diversas outras áreas.

Aqui apresento uma amostrinha do que vem por aí na aula de Estrutura.



.
Para contribuir com a postagem deixe seu comentário
com dúvidas, sugestões, críticas ou elogios
.

Portifólio #29: Adriana Fraletti

Arquiteta Adriana Fraletti

- São Paulo/SP - desde 2012 (conheça essa e outras parcerias)
- projetista freelancer (conheça meu portifólio)

Parceria gerada a partir da indicação de Paola Rosellini.



 Cliente: Edifício Residencial
Assunto: Corte Longitudinal
Software: AutoCAD


 

Cliente: Residência Unifamiliar
Assunto: Cortes Longitudinal e Transversais
Software: AutoCAD



.
Para contribuir com a postagem deixe seu comentário
com dúvidas, sugestões, críticas ou elogios
.

Portifólio #28: PAOLA ROSELLINI (4)

Arquiteta Paola Rosellini

- Paola Rosellini Design de Interiores
- São Paulo/SP - desde 2009 (conheça essa e outras parcerias)
- projetista freelancer (conheça meu portifólio)

Após diversos emails distribuídos gerou essa parceria para diversos projetos.



 Cliente: Decoração de Residência
Assunto: Desenho de Marcenaria
Software: AutoCAD - desenho técnico




Cliente: Decoração de Residência
Assunto: Desenho de Demolição
Software: AutoCAD - desenho técnico



Cliente: Decoração de Residência
Assunto: Desenho de Forro
Software: AutoCAD - desenho técnico - mobiliário


Cliente: Decoração de Residência
Assunto: Desenho de elétrica
Software: AutoCAD - desenho técnico - mobiliário


segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Autocad #20: Plotando

Trocaram as pranchetas pelos computadores, mas as PRANCHAS DE DESENHO ainda continua sendo bastante importantes.

Afinal o compartilhamento pelo papel ainda é a melhor opção e muitos casos:

- NA OBRA: é um documento bastante manuseado, e precisa estar de fácil acesso a todos, e a apresentação em papel for clara, maior a leitura s facilita a todas as partes que compõe a obra.

- PARA O CLIENTE: se torna um documento de negociação entre as partes, afinal uma das funções do projeto e se tornar documento de aprovação para a execução.

- ENTRE FORNECEDORES: nem todos os elementos envolvidos com a etapa de execução tem facilidade ou direito ao acesso dos arquivos de computadores, então o documento em papel torna a transmissão de dados mais oficial, e evita alterações por terceiros.


OBS.: Atualmente existem muitas formas de compartilhar arquivos de maneira que não se permita a alteração de terceiros, e ao mesmo tempo permite incluir a marcação de observação para futuras correções e/ou modificações, como é o caso do mais conhecido arquivos em PDF.

Então como transformar o seu arquivo de autocad em um pedaço de papel?

1- Tenha em mente que o seu arquivos precisa ser desenhado de maneira a respeitar um representação gráfica clara, principalmente, para quem vai executar ou aprovar o projeto desenhado. (materializando o projeto)

2- Aproveite o conceito de apresentação em pranchas tipo "A", pelo recurso do autocad que é o paper space, mas conhecido nas novas versões como layout (model space x paper space)

3- Configura a impressão do seu arquivo, pois diferente das configurações de trabalho do autocad com layers coloridos, na maior parte das vezes a plotagem deve ter uma apresentação monocromática, com pretos e cinzas, salvo exceções especiais que seja necessário o recurso de outras cores, que a cada dia vem se tornando mais usual, devido a facilidade que o auxílio dos computadores trouxe a representação gráfica. (padrões de apresentação)


4- Tenha uma plotter.

O QUE É ISSO?
É MUITO CARO PRA IMPRIMIR POUCAS COISAS, TÁ LOUCO?
UM TRAMBOLHO DESSES NÃO CABE NO MEU MICRO ESCRITÓRIO DO MEU QUARTO, PRECISA MESMO?


Hoje em dia ter um ploter só vale a pena para quem compensa ter um ploter do que mandar plotar fora.

Mas também existe muitos tamanhos de ploter para todos os gostos, e a sua impressorinha de estimação também pode imprimir aquele desenho de tamanho A4, ou seja, A SUA IMPRESSORINHA TAMBÉM PLOTA, mas só até esse tamanhos.

Mas existem impressoras que plotam até o tamanho A2, que seria o equivalente ao dobro da A4, e sendo assim é uma impressora com o dobro de tamanho, acima disso apele para uma plotter que atenda a sua demanda.


MAS PARA VOCÊ QUE NÃO VAI COMPRA UM PLOTTER
PROCURE UMA COPIADORA / GRÁFICA MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ.


Próximo a mim em São Paulo na Mooca tenho:

1- COPIADORA DA MOOCA
Rua da Mooca, 2453
- Mooca 
Tel: (11) 2292-3865 / 2694-3666 / 2292-0828
copiadoramooca@uol.com.br

2 - COPYMOOCA SERVIÇOS REPROGRÁFICOS
Rua João Antônio de Oliveira 281 - Mooca
Tel: (11) 2291-9235
thiago@copymooca.com.br
http://www.copymooca.com.br



* escrita livre
link de outras dicas de AutoCAD

.
Para contribuir com a postagem deixe seu comentário
com dúvidas, sugestões, críticas ou elogios
.

sábado, 7 de setembro de 2013

CADFREELA #36: Procurando Nemo



PROCURANDO NEMO???
O mar não está pra peixe?


O mar não está para os cadistas soltos pela web ..... ou mesmo para os que ainda estão pensando entre o mar aberto do FREELANCER ou a segurança de um EMPREGO.

Na dúvida eu sugiro tente os dois ao mesmo tempo.

Acredito que todo freelancer já teve sua época de empregado fixo, e foi justamente lá que aprendeu boa parte senão a grande maioria de sua profissão:

- noções básicas de macetes do autocad
- alguma nicho de mercado, como 3D, mecânica, arquitetura, instalações, marcenaria, ....
- alguns dos primeiros clientes e parceiros de trabalho
- como organizar os arquivos
- como mandar plotar e imprimir bem bonitinho

Mas a dúvida ainda persiste como conquistar um novo serviço.

No caso de EMPREGO, tem muita gente por aí ganhando para lhe ajudar a se colocar no mercado, e são tantas ofertas, tantas dicas, que é surpreendente como ainda tem gente perdida, assim como já devo ter sido um dia, se é que ainda não deixei de ser.

Mas aqui vai algumas dicas que retirei da prática para quem quer procurar mesmo um emprego:

1- Monte o seu currículo

"...Mas meu currículo não tem nada para por / Eu não sei fazer um currículo bonito / Meu cúrriculo é o máximo, mas nenhuma resposta ......"

Depois de tantas entrevistas de emprego, acho que descobri a fórmula do cúrrículo, para ser convocada para a entrevista.

- Simplicidade: folha branca, letra preta, negrito para destacar algo importante, nome destacado, dados de contato somente os necessários ( endereço, idade, telefone, email ), mas do que isso só se a vaga pedir, como foto, nacionalidade, etc.

- Informações relevantes:
formação, experiência e conhecimentos que tenham haver com a vaga, outras informações só servirão para encher linguiça, que algumas vezes pode até ser necessário.

- Apresentação clara, organizada e bonita: o seu currículo precisa chamar a atenção, se destacar na pilha, mas uma atenção boa, algo que expresse profissionalismo, vale aproveitar ao máximo os seus conhecimentos de formatação de folha, mesmo que seja no paint.

- Atualização: todo dia pode acontecer alguma coisa que acrescente no seu currículo, então aproveite para atualizar, complementar, renovar, rechear o seu currículo com cursos, palestras, projetos, experiências, estágios, voluntariado, cursos de formação, técnico, faculdade......

2- Prepare um Carta de Apresentação

Para quem não está habituado com o termo carta, talvez fique mais calmo com o termo email.

Então prepare um email de apresentação, apresente-se ao seu possível contratante.

Mas seja OBJETIVO, normalmente quem contrata nos tempos atuais recebe tantos emails, que não tem mais um gosto especial por ler cartas de apresentação, então seja BREVE E OBJETIVO.

Seja CERTEIRO, coloque em seu texto de apresentação palavras-chaves, como: qual vaga está buscando, sua formação ou experiência, conhecimentos de softwares, ou seja, UM RESUMO DAS MELHORES PARTES DO SEU CURRÍCULO.


3-  Monte um Portifólio


Para quem trabalha com prestação de serviço de desenho é imprescindível.

4- Se torne apresentável

Nada como a aparência para conquistar uma boa primeira impressão.




No caso do Freelancer ...... Ser ou não ser freelancer, eis a questão?


Marcadores